Palavras que carinhosamente se reproduzem na alma e
depois repousam, sossegadas na minha mente.
Sobre etéreas pétalas de flores adormecem perfumadas ...
amadurecem e vestem-se de cores divertidas.
E pela minha mão nascem... só para ti.

segunda-feira, 30 de junho de 2008

Amanhã é um dia muito importante...


A minha querida amiga Eduarda, vai receber o transplante de medula amanhã, dia 1 de Julho. Estamos todos muito confiantes no poder de Deus para a fazer sair vitoriosa de mais esta batalha.


Hoje deixei-lhe esta mensagem que saiu pura do meu coração para o seu.


"A nossa amizade é como uma orquídea, daquelas lindas e delicadas de que tu tanto gostas. É suave, é bela, é única e é perfeita. E tal como uma orquídea, não é porque alguém a elogia ou repara nela que ela é bela. Ela é assim e pronto. Independentemente das circunstâncias que a rodeiam. Foi plantada com dor, foi regada com algumas lágrimas, e, por isso mesmo, tem sido tratada com alma e carinho.


De vez em quando a flor cai, mas tal como a nossa amizade, o facto de não a vermos só significa que se prepara para se mostrar num botão ainda mais belo que o anterior e depois revelar-se, quando é necessário, na mais maravilhosa manifestação da natureza.


Como tu sabes, somos agora três as flores deste pé e mesmo que uma delas, qualquer que seja, por pouco tempo murche, nascerá sempre de novo em todo o seu esplendor.


É nisso que eu acredito, porque sei que o nosso jardineiro é um Deus muito poderoso que nos mima e protege todos os dias. E claro, agora ainda mais a ti. Amanhã estarei contigo com todo o meu carinho e toda a minha fé. Com o meu pensamento e as minhas orações. O maior abraço com muito, muito carinho."


Vai correr tudo bem, minha linda menina.

2 comentários:

Paula disse...

Graças a Deus eu não fui uma das orquideas, mas sempre que leio um dos textos da Abigail que lhe saem da alma, como ela mm diz, eu sinto-me como se fosse tb uma orquidea, frágil, desprotegida,fraca e mt pequenina....
Que sou eu? Que porcaria de problemas tenho eu? Porque n me sinto de bem c a vida, egoísmo, ingratidão, sei lá...
Obrigado, Abigail, mais uma lição, já não têm conta.
Beijinho

Abigail Macedo disse...

Se um discípulo não quiser aprender, em vão ensina o mestre, Paula. As lições, foste tu que as aprendeste, porque tu assim o quiseste. Graças a Deus eu dou por ter feito, pelo menos isso, por ti. Tomara tê-lo feito bem melhor.
Um abraço grande.